dois coelhos

Esta é a nossa história, dois rapazes destinados um para o outro, que se conheceram quando um tinha 20 anos e o outro 26.
Desde esse dia que a nossa vida mudou para sempre! E vocês são as nossas únicas testemunhas!

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Despedido!

Chegámos dos EUA na quarta. Apresentei-me ao trabalho na quinta. Na sexta, sou despedido. Que começo em grande! Viva o fim de semana!


16 comentários:

  1. :o rapaz... nem sei que te diga... um forte abraço...

    ResponderEliminar
  2. Foda-se!!!!Desculpa mas foi o que saiu...
    Abraço grande.

    ResponderEliminar
  3. Lamento imenso, pode ser que venha aí alguma mudança mais simpática com o Pai Natal :)

    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  4. É mesmo daquelas cenas de filme!
    Não te esqueças, há males que vêm por bem :)
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. "Quando uma porta se fecha..."
    Espero que se abra um "portão" para ti.

    ResponderEliminar
  6. Como disse o João Máximo, faço votos que seja apenas um pequeno percalço rumo a um futuro bem melhor!

    Por vezes, há males que vêm por bem, e as coisas depois acabam por ficar muito melhores do que puderíamos imaginar.

    Oxalá que assim seja agora, com vocês!
    Faço votos que sim!

    Abraço grande meus Coelhinhos!
    Muita força! :)

    ResponderEliminar
  7. Obrigado pelos vossos votos. Respondendo ao Mareante, de uma forma que vocês não digam "mas este gajo é o que trabalha lá no escritório e que foi corrido na 6ª feira", pediram-me a opinião sobre melhoramentos que se podiam fazer a um produto adquirido. O produto era francamente mau, mas ainda assim consegui propor uma série de alterações que colmatariam esses problemas. Long story made short percebi que havia um conflito de interesses. De um lado estava o meu departamento (o qual eu dirigia) e o departamento acima do meu, do qual eu era consultor não vinculativo, e do outro... um ex-secretário de estado e ex-ceo de uma cotada portuguesa e um ex-ministro.
    Enfim, antes de ir de férias, numa reunião que tivémos, percebi o tom de crispação que reinava. No entanto, saio de consciência tranquila, porque sei que dei o melhor que sabia e podia, tal como fiz em todos os sítios por onde passei. Não alinhei na corrupção que ali se passa, e só tenho pena que uma instituição daquelas (uma das melhores no mundo na sua área) tenha dirigentes assim. Se eu não tivesse valores e princípios, poderia chegar longe ali na hierarquia. Assim, não saio da cepa torta, para aprender. Infelizmente, por cá é assim. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manter os princípios e não ceder - é assim que penso.
      Mas sei que o mundo não funciona assim.
      Um abraço amigo

      Eliminar
  8. Fecha-se uma porta, abre-se uma janela. (as vezes é só um postigo). Melhores dias virão. Fizes-te o melhor que podias e deste o melhor de ti. Mais não te podiam exigir. Infelizmente, é recorrente isso acontecer aos bons profissionais...

    Um abraço e muita força nesta nova etapa!

    ResponderEliminar
  9. Haja amor na toca e oportunidades fora dela.

    Onde é que eu já li isto?!

    Passando à frente, espero que encontres um novo posto e que esqueças o anterior (mas nunca as cousas boas).

    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Em 15 anos de trabalho nunca passei por isso. Fui sempre eu que me despedi e que quis mudar. Por isso nem sei que te dizer.
    Contudo, tal como tu, sempre fui fiel aos meus princípios e, também por isso, não tive nem tenho grandes aspirações de subir nas hierarquias.
    Custa dizê-lo, e nem gosta destas frases feitas, mas é o país que temos...

    ResponderEliminar
  11. Lamento muito que isso tenha sucedido. Foi um péssimo desembarque. :s


    :(

    ResponderEliminar